sexta-feira, 6 de fevereiro de 2009

Todo mundo sabe a saga da lagarta. Ela precisa passar pelo casulo pra virar borboleta etc. Eu sinto que estou sempre voltando pro casulo. E talvez não me caiba, então eu coloco a carcaça em cima da minha cabeça e finjo que estou invisível. Eu sou uma criança que cobre o rosto e acha que escondeu de todo mundo. Eu sou um urso que iberna o inverno... e a primavera, e o verão e o outono e emenda em outro inverno.

Toda hora eu quero ficar quietinha. Toda hora eu quero um tempo das pessoas. Toda hora eu me sinto desajeitada e fora de lugar. Toda hora eu não perteço a ninguém e a lugar nenhum.

To aqui, ouvindo a mesma música de novo e de novo, planejando meu próximo asilo pra qualquer ilha.

Eu mudei em certos aspectos pra pior e quero voltar a fazer as coisas do jeito certo. A dádiva de ser gente é que não precisa de casulo pra mudar (mas bem que eu queria uma caverna com ar condicionado pra ibernar).

6 comentários:

Karina disse...

Amiga gemea,eu tb sou assim....putz eq do tudo da errado e eu me sinto uma lagrata feia de novo fazendo coisas de lagartas,eu quero ir pro causl e virar borboleta de novo.Fazer as coisas certas.....but is so hard...nessas horas só o que eu quero é ouvir de novo o Jamie cantar all at sea,e ficar por la.Bjoooooo

mariasamara disse...

Tb queria essa caverna, ó!

Joyce disse...

kiki :)

Jazz disse...

ah, vivemos em metamorfoses constantes, graças a deus. a jazz de ontem não é a de hoje e nem chega perto da de anos atrás... e aposto que a kiki de hoje é muito melhor do que a do ano passado ;-)

Bu disse...

Música de Grey's Anatomy tira pedaços do coração! =(

Não sei por que, mas dá vontade de te abraçar e pegar no colo com esse texto! rs

Love you.

Paula disse...

Eu tb quero uma caverna bem confortável pq definitivamente to precisando hibernar.
Tenha um bom domingo!
Bjos,
Paulinha
http://frasesdeseriados.blogspot.com/