domingo, 7 de dezembro de 2008

Eu não aguento mais ser infeliz. Não aguento mais ficar suspirando, pensando na minha vida desde fevereiro, em como eu queria ser feliz com ele. Não quero ficar triste mais. Ao mesmo tempo, tenho tanto medo de seguir em frente e deixar ele pra trás. Eu quero ser feliz, mas não sem ele.

Mas acho que no processo de abrir mão pra ver se é realmente seu, é bem importante abrir mão. Nós terminamos, mas eu continuei segurando o sentimento e as lembranças com todas as forças.

Vai saber? Talvez eu continue com os mesmos sentimentos e as mesmas lembranças, mas preciso deixar livre pra saber como é q vai ser.

E deixar livre é seguir em frente.

Ok. Vou continuar andando. Quem sabe eu não encontro com ele numa esquina, mais pra frente?

[Quanto ao mestrado, eu consegui me virar no site da Unicamp e entrei em contato com os professores. A professora Maria Rita disse que não aceita alunos especiais. O professor Marcelo aceita, mas só vai fazer a seleção no primeiro dia de aula. Mas ele parece ser gente boa. Ainda tem alguns outros professores para retornar.]

2 comentários:

ronaldo ichi disse...

sabe kiki... acredito que nós temos o direito de ficar tristes por algo ou alguém.

Mas é certo que cultivar tristeza já é autodestrutivo. Então... como tudo na vida é opcional, o mais sensato é "se cansar de ser infeliz".

Seguir em frente mesmo com as coisas dando certo ou errado. Escolher ficar de bem com as coisas mesmo que não seja da maneira que esperamos ou queriamos.


Sempre achei que sorriso combina mais contigo.



beijos!

Renata R. disse...

Todo mundo quer ser feliz, linda. Mas às vezes acontecem coisas em nossas vidas que não têm remédio. Aí nos cabe aceitar e seguir em frente. Siga em frente, querida. Você tem um mundo lindo à sua espera.

Saudade.

:***