sábado, 11 de janeiro de 2014

Só hoje.

Hoje, pela primeira vez, eu senti uma brisa de felicidade passar por dentro de mim. Talvez hoje tenha sido o primeiro dia em que eu parei de tentar tanto parecer feliz.

Hoje, fiquei na cama o dia todo. Mas, incrivelmente, não gastei meu tempo pensando e analisando a situação. Dexter ajudou bastante. Nada como um seriado violento pra espairecer.

Hoje, só ficou a saudade. A esperança se foi. Acho que era ela que me deixava tão ansiosa e carregada de sentimentos misturados. Um misto de paixão e agonia.

De alguma forma, eu sinto que você também tem tentando chamar a minha atenção, mas preciso fingir que não estou nem aí pra você, até que um dia eu mesma acredite nessa bobagem.

Que esse tenha sido o primeiro de muitos dias bons.

Nenhum comentário: