segunda-feira, 22 de julho de 2013

Dias bons são raros. Daqueles que começam bem e terminam bem.

Dias bons são como uma brisa fresca num dia abafado. Sei que isso soa cliché, mas é bem assim que eu me sinto.

Hoje foi um dia bom, mas não porque eu não tive problemas. Eu tive muitos. O carro quebrou e vai ficar uma pequena fortuna (literalmente). Comprei uma cortina em Serra Negra que não 'serviu' na janela (mas aí eu fiz servir, porque eu paguei por ela e não tem como devolver). A casa está um pequeno caos e eu tenho tanta coisa pra fazer que nem sei por onde começar. Minha cabeça dói.

Mas nada disso importa. Nada disso acabou com meu humor. No fim, está tudo bem. O carro foi pro mecânico, a furadeira cooperou, o dorflex já já faz seu efeito. E vai ficar tudo bem

A lua está linda lá fora, está um silêncio divino aqui em casa e hoje foi uma boa segunda-feira.

Eu não vou dizer que é porque eu decidi ser feliz, porque ainda não cheguei lá. Apesar de ser uma decisão que você toma e pronto, tem dias que eu não consigo.

Mas hoje foi um dia bom, e por enquanto isso basta.

Nenhum comentário: