sábado, 7 de abril de 2012

09:54 a.m.




A casa toda dorme. Ontem à noite tivemos um churrasco para comemorar o aniversário do marido e o pessoal foi embora perto de uma hora da manhã. Limpamos tudo antes de dormir, então fomos dormir bem tarde. E todos dormem agora. Menos eu.


Eu acordei às 07:15, enrolei um pouco na cama, me levantei. Lavei o rosto, penteei o cabelo etc. Levei o cachorro para passear. Voltei, fiz café. Peguei o computador e fui traduzir um pouco. Minha cabeça dói muito. Fiz uma pausa, peguei mais café, fritei umas panquecas, comi e tomei mais café. E agora vou descer pra pegar mais café.


O marido vai acordar daqui a pouco, vai reclamar que eu trabalho demais, vai pedir para eu parar de trabalhar, vai querer que eu tome café com ele. 


Mal sabe ele que, pra mim, o dia mal começou.


Meus pais passaram a semana aqui em casa, então eu não consegui traduzir NADA. Ou eu estava na escola, ou estava em casa, com eles. Na quinta feira, não fui trabalhar mas fiquei passeando com a minha mãe. Sexta feira o marido foi para a academia enquanto eu levei meus pais para o aeroporto. Depois, fomos arrumar a casa para o churrasco.


Eu tenho que fazer a tradução de uma semana em dois dias, ou eu não recebo.


E o marido reclama que eu trabalho demais. Mas não reclama quando eu recebo o dinheiro. 


Vida de tradutor é assim. Você ganha 2 mil reais em um final de semana, mas acorda às 5 e traduz até meia noite e mal levanta para fazer xixi. Se puder, leva o computador pro banheiro. 


Eu dou aula à tarde numa escola pública. Dou aula particular à noite. E tenho um trabalho fixo de tradução. Além disso, eu lavo roupa, cozinho, cuido do cachorro, das plantas e da casa. Não é à toa que eu não me sinto culpada por não arrumar meu guarda-roupa ou não ter tanto contato com as minhas amigas da faculdade. 


É difícil não ter tempo o suficiente pra fazer tudo. Mas mais difícil seria ter tempo de sobra e passar necessidade. 


Eu tenho tudo o que eu preciso. Uma casa espaçosa, um quintal, conforto, pequenos luxos na cozinha e não passo muita vontade. Eu guardo dinheiro e tenho meus planos.


Mas sabe que eu ando TÃO cansada... 


Queria aquela pílula daquele filme Sem Limites. Ai, que vontade de uma super pílula... 



Nenhum comentário: