quarta-feira, 24 de agosto de 2011

Eu ando tão entediada com as pessoas.

Todo mundo é assim BORING, com letras gordas e boca cheia. Que ânsia, como diria Fernando Pessoa (em algum heteronômio que eu não vou arriscar acertar agora).

Todo mundo cheio de nhenhenhém, sempre com frescurinhas, sempre criticando tudo, sempre tão cheio de si, sempre tão cheio de justiça própria, sempre quadrado. Eternamente quadrado.

E ninguém me entende. (Sou uma eterna adolescente.)

Nenhum comentário: