segunda-feira, 26 de julho de 2010

As coisas acontecem tão rápido. Eu estava tão triste porque a vida não acontecia e de repente aconteceu tudo ao mesmo tempo.

Aí que eu só fiquei mais confusa, porque por mais que tudo aconteça, às vezes o bom é um passo de cada vez, senão confunde gente lerda que nem eu. Eu adorei ver várias amigas, sair pra vários lugares, conciliei vários convites e a semana foi bem agitadinha e gostosa. Mas na questão do romance, agitação não me deixa bem, me deixa nervosa. Ainda mais quando o cara que mais age, mais faz, mais liga, mais escreve, mais te persegue... é o cara errado. Ok, ele não me persegue tanto assim, mas esse final de semana a gente passou muito tempo junto e eu fiquei pensando que talvez meus sentimentos estejam errados. Talvez eu goste da pessoa errada. Talvez eu deveria olhar pro lado mais. Talvez eu esteja interpretando os sinais todos errados. Talvez, talvez, talvez.

Talvez eu esteja louca.

Sábado fiquei tão chorona. Tão ansiosa por saber o que é que eu vou fazer. Se eu posso gostar de um e sair com o outro. Será que eu estou gostando errado e agindo certo ou gostando certo e agindo errado.

Aí eu disse pra Deus bem séria que eu precisava de uma resposta logo pq eu não queria ficar com moral pro cara errado, nem magoar ninguém, nem sair magoada. Então será que Deus poderia por favor me mostrar se o "meu" cara era realmente meu cara ou se eu estava interpretando tudo errado?!

E aí, well... aí o "meu" cara chegou. E eu não falei nem oi. Pq eu não podia suportar a idéia de que talvez eu teria que abrir mão do q eu sentia por ele. Eu queria uma resposta, mas queria q a minha resposta fosse sim. E o pior: dependia dele, mas ele não sabia disso.

O cara errado saiu comigo sexta, fizemos piquenique sábado, me chamou pra sair sábado de novo e me chamou pro cinema domingo. Parece romântico, mas era sempre eu e meu irmão. hahaha.

O "meu" cara não fez nada. Sábado à noite eu não queria nem olhar. Nem cumprimentar. E ele veio na minha direção com duas esfirras, uma pra ele e uma pra mim. Q ele comprou pra mim sem nem perguntar se eu queria. Eu não queria, mas aí eu quis. Ele convidou pra sair sábado q vem. Mas sábado q vem, nós temos uma espécie de acampamento. Então vamos sair no próximo sábado sem ser o acampamento.

Domingo, almoçamos juntos na igreja. Estávamos sentados comendo, conversando com o pessoal. Aì ele me convidou pra assistir filme na casa dele quinta feira. Vai me buscar no meio do caminho.

Se ele nem tivesse me chamado pra nada, se tivesse só levado a esfirra, eu já teria me decidido que era ele e pronto. Mas aí ele vem assim, cheio de convites e eu mal posso esperar pra ir lá quinta feira. Já até comprei roupa nova e quero usar. É uma calça jeans e ele nem vai reparar, mas é nova e linda.

Ele me olha e dá um frio na barriga.

Eu estou tão perdida, é até triste.

Talvez eu esteja louca. E talvez eu esteja apaixonada. E talvez dessa vez fique tudo bem.

E talvez eu esteja certa.

2 comentários:

Danielle disse...

"Aponta pra fé e rema!" ;-)

Bia Pagiossi disse...

Confia e deixa acontecer.

#Sorte.